Iniciado o processo de negociação da Convenção Coletiva de Trabalho e de Reajuste Salarial de 2018 com o Sindicato Patronal das academias

Representantes dos sindicatos dos profissionais de Educação Física de academias de ginásticas, educadoras esportivas do estado de Santa Catarina, iniciaram o processo de negociação da Convenção Coletiva de Trabalho e de reajuste salarial 2018, com os representantes do Sindicato dos donos das academias, o SIACADESC.

O SIACADESC já recebeu todas as pautas de reivindicação dos sindicatos que negociam com o Sindicato Patronal e já publicou a abertura oficial das negociações para 2018. A primeira rodada de negociação ocorreu no dia 30 de abril. Estão previstas, ainda, outras no mês de junho.

Entre as reivindicações, está o reajuste dos salários pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) mais 3% de ganho real.

As reivindicações também incluem seguro de vida em grupo básico, sendo integralmente suportado pelo empregador; a realização de rescisões no Sindicato para contratos de trabalho com mais de três meses, além da manutenção das demais cláusulas.

De acordo com a professora Adércia Hostin, presidente do SINPRO Itajaí e Região, o momento agora é de cautela, dada toda a instabilidade gerada pela reforma trabalhista, a qual fere inúmeros direitos dos trabalhadores. O norte da negociação 2018, portanto, continua sendo pela manutenção dos direitos conquistados na Convenção Coletiva de Trabalho, dado que o Sindicato Patronal vem com várias propostas para remodelar a convenção, a fim de reajustá-la aos moldes da nova reforma da CLT.

Destacamos ainda que, no ano de 2017, por intransigência do Sindicato Patronal das Academias (SIACADESC) em relação à garantia dos direitos dos trabalhadores, não foi homologada a convenção coletiva de trabalho, estando suspensa até o referido ano.